Vamos deixar “Jogos Vorazes” um pouco de lado? Eis aqui 4 filmes onde Jennifer Lawrence atua e encanta, as duas coisas ao mesmo tempo, sem detrimento de uma coisa nem outra.

Inverno da Alma (2010)

     Em “Inverno da Alma”, Jennifer deixou bem claro que pode atuar e que atua bem. Recebeu uma indicação ao Oscar de melhor atriz ao interpretar Ree, uma jovem de 17 anos que tem de procurar pelo pai, cujo paradeiro é desconhecido, metendo-se em um mundo de criminosos e párias da sociedade.

     Ree tem de encontrar seu pai ou provar que ele morreu para que a casa da família não seja tirada dela por um fiador, deixando seus irmãos, ela e sua mãe no olho da rua. Ajudada pelo seu tio Teardrop, interpretado por John Hawkes, ela mergulha dentro de um mundo perigoso, e a aventura dá origem a um drama cheio de tensão e suspense. O grande trunfo do filme é descrever um mundo extremamente violento de forma indireta, guardando para o final o momento mais angustiante.

O Lado Bom da Vida (2012)

     Pat volta para casa depois de passar oito meses em um Instituto Psiquiátrico, trazido pela mãe. Diagnosticado com desordem bipolar, foi obrigado a ficar na instituição depois de ter batido em sua mulher Nikki, o que resultou em uma ordem de restrição. No entanto, ele ainda está disposto a recuperar o amor de sua vida. A viúva Tiffany (Jennifer Lawrence) combina que irá ajudá-lo se ele entrar em uma competição de dança com ela.

     O que esse filme tem de melhor é o fato de que, apesar de ser, no fundo, uma comédia romântica, temos, espalhados por todos os cantos, grandes e dolorosos conflitos que poderiam dar início a dramas depressivos. No entanto, sempre andando na corda bamba, o diretor David O. Russell consegue costurar toda a dor que existe nos diversos personagens com uma trama cheia de humor.

A Trapaça (2013)

     Basicamente, você tem o Batman (Christian Bale), Lois Lane (Amy Adams), Mística (Jennifer Lawrence), o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) e Rocket Raccoon (Bradley Cooper) no mesmo filme, em uma trama passada nos anos 70, do tipo “golpe de mestre”, mas dirigida pelo David O. Russell. Se você boiou, então vou lhe dar outro retrato do que é o filme, que não envolva super-heróis.

     Irving Rosenfeld e Sydney Prosser são dois trapaceiros pegos com a boca na botija pelo agente do FBI Richie DiMaso. Para não serem presos, ajudam Richie a montar uma operação que tem o intuito de incriminar o prefeito Carmine Polito. Jennifer Lawrence possui bons momentos nesse filme. Ou momentos constrangedores que também são bons como quando ela canta “Live and Let Die”.

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido (2014)

     No ano de 2023, a maior parte dos mutantes e humanos foi exterminada pelos Sentinelas, robôs que tem no poder da transmutação seu maior trunfo. Sobreviventes do genocídio, os X-Men e a Irmandade dos Mutantes decidem tentar uma cartada inesperada para mudar a História: mandar Wolverine de volta ao passado, em 1973, para impedir o assassinato do senador Bolivar Trask.

     E no que isso vai ajudar a humanidade, você me pergunta? Bolivar foi assassinado por Mística, a mutante que possui poderes de transmutação. Depois do assassinato ela foi presa e seu poder estudado e “decodificado” para ser colocado nos Sentinelas. Ou seja, impedir o assassinato e a prisão de Mística pode tirar dos Sentinelas o poder que fez com que eles dominassem o mundo no futuro. Isso não te convenceu a ver o filme? Olhe para a foto acima: Jennifer Lawrence pintada de azul!

     Discorda de mim? Então me diga por que os filmes da franquia Jogos Vorazes são melhores que esses quatro filmes listados acima.

Anúncios